jun 13

Por que a maconha é proibida? Porque faz mal à saúde. Será mesmo? Então, por que o bacon não é proibido? Ou as anfetaminas? E, diga-se de passagem, nenhum mal sério à saúde foi comprovado para o uso esporádico de maconha. A guerra contra essa planta foi motivada muito mais por fatores raciais, econômicos, políticos e morais do que por argumentos científicos. E algumas dessas razões são inconfessáveis. Tem a ver com o preconceito contra árabes, chineses, mexicanos e negros, usuários freqüentes de maconha no começo do século XX. Deve muito aos interesses de indústrias poderosas dos anos 20, que vendiam tecidos sintéticos e papel e queriam se livrar de um concorrente, o cânhamo. Tem raízes também na bem-sucedida estratégia de dominação dos Estados Unidos sobre o planeta. E, é claro, guarda relação com o moralismo judaico-cristão (e principalmente protestante-puritano), que não aceita a idéia do prazer sem merecimento – pelo mesmo motivo, no passado, condenou-se a masturbação.

Não é fácil falar desse assunto – admito que levei um dia inteiro para compor o parágrafo acima. O tema é tão carregado de ideologia e as pessoas têm convicções tão profundas sobre ele que qualquer convite ao debate, qualquer insinuação de que estamos lidando mal com o problema já é interpretada como “apologia às drogas” e, portanto, punível com cadeia. O fato é que, apesar da desinformação dominante, sabe-se muito sobre a maconha. Ela é cultivada há milênios e centenas de pesquisas já foram feitas sobre o assunto. O que tentei fazer foi condensar nestas páginas o conhecimento que a humanidade reuniu sobre a droga nos milênios em que convive com ela.

Continuar lendo »

Postado por Érico Almeida
Tags: , , ,

jan 13

O QUE É ACNE?

É uma doença de pele causada por uma obstrução dos poros associada ao excesso de produção de sebo (gordura). O acúmulo de sebo libera substâncias que irritam a pele, o que é denominado acne. Pode aparecer no rosto, costas, bumbum, tórax. Ela pode ser dividida em quatro graus:

GRAU I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas).

GRAU   II: cravos e espinhas pequenas, como pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas).

GRAU III: cravos, espinhas pequenas, lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos).

GRAU IV: cravos, espinhas e grandes lesões císticas com muita inflamação, saída de pus e aspecto desfigurante.  Representa a forma grave da doença.

GRAU V: quadro raro e grave. O paciente apresenta febre, dor nas articulações, perda de apetite. Pode ocorrer necrose das lesões (morte do tecido). Há risco de seqüelas graves (marcas, cicatrizes) graves.
Continuar lendo »

Postado por Lílian Almeida
Tags: , , , , , ,

jan 02

Emagrecimento

51- Qual o primeiro passo para começar uma dieta de emagrecimento?
A primeira regrinha é seguir as orientações de um especialista em nutrição. Apesar da alimentação fazer parte do dia-a-dia, muitos mitos estão relacionados a ela, o que acaba confundindo pessoas leigas. Por isso, é arriscado tentar fazer um programa alimentar sem a orientação de um especialista .

52- Para perder peso, é preciso riscar alimentos gostosos como doces, massas e fast food do cardápio?
Comemore! A resposta é não. Roberta garante que, ao seguir uma reeducação alimentar, não é necessário cortar os alimentos mais calóricos da alimentação. Basta controlar a quantidade e a freqüência com que eles farão parte das refeições

53- Cortar os carboidratos do prato é a melhor alternativa para quem quer emagrecer?
Nada disso. É incorreto fazer uma alimentação com zero de carboidratos ou que prive qualquer outro tipo de nutriente. A alimentação do brasileiro é rica em alimentos que contêm esse nutriente. Portanto, a aderência a uma alimentação com baixa quantidade de carboidratos poderá ter um grau de dificuldade maior, prejudicando o objetivo em atingir o peso desejado , justifica Roberta.
Continuar lendo »

Postado por Lílian Almeida
Tags: , , , , ,

jan 01

Alimentação

1- O que é considerado um cardápio saudável?
A tradução de um cardápio saudável é simples, segundo Roberta. Quando a quantidade de calorias, carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais estão presentes em quantidades adequadas nas refeições diárias, significa que o indivíduo sabe montar um cardápio saudável , diz ela. Basta respeitar as suas necessidades e preferências individuais , completa.

2- Como evitar a má digestão?
Alguns truques na hora de sentar à mesa são capazes de evitar o mal-estar após a comilança. Roberta ensina que comer sem pressa é uma boa tática. As refeições principais devem durar, no mínimo, 30 minutos . Controlar a quantidade de líquidos durante as refeições (não ultrapasse os 200 ml) e evitar alimentos ricos em gordura é outra investida contra a má-digestão. Vale lembrar que, se o mal-estar for crônico, é fundamental consultar um gastroenterologista. Ele vai investigar as possíveis alterações no sistema digestório.
Continuar lendo »

Postado por Lílian Almeida
Tags: , , , , , ,

dez 13

Que Tatuagem eu Faço?

Para escolher um desenho, nada melhor do que ler e pesquisar muito. As revistas especializadas são um prato cheio para os que estão sem idéia. Os estúdios também possuem um grande arquivo de desenhos e fotos. É só chegar e soltar sua imaginação. Além disso, o próprio tatuador vai te ajudar a elaborar ou aperfeiçoar a tattoo. Por isso, ir a um estúdio de sua confiança é essencial para o sucesso de seu desenho.

Fazer tatuagem dói?

Sim, dói. A dor se modifica de acordo com a pessoa. Uns sentem mais, outro menos. Alguns lugares do corpo doem mais (cotovelo, pé, tornozelo…). Onde tem bastante terminações nervosas também (parte interna do braço, por exemplo). Se o fato de sentir dor te incomoda tanto, converse bastante com o profissional. Ele é a pessoa mais indicada para dar algumas dicas.
Continuar lendo »

Postado por Lílian Almeida
Tags: , , , , , ,